©  2017 LEONCIO DE SOUZA QUEIROZ NETO

Consultório
(19) 3235-2202
(19) 3232-3227
Instituto Penido Burnier
Av. Andrade Neves, 683
Campinas - SP
  • White Facebook Icon
  • White Facebook Icon
  • White Facebook Icon
  • White Facebook Icon
  • White Facebook Icon
  • White Instagram Icon
  • White YouTube Icon
Facebook: Dr. Leôncio Queiroz Neto
Facebook: Tenho Ceratocone
Facebook: Vencer o Glaucoma
Facebook: Cirurgia Refrativa
Facebook: Visão Nublada
Instagram: Dr. Leôncio Queiroz Neto
Canal de vídeo do Youtube
Acompanhe meu trabalho
através das redes sociais:

Catarata

O que é Catarata?

A catarata  deixa turvo o cristalino,  lente interna do nosso olho. Por isso, diminui a quantidade de luz que chega à retina e passamos a enxergar embaçado igual um motorista em dia chuvoso. Conforme a catarata progride, dificulta a leitura, a navegação pela Internet, aumenta o risco de quedas e de acidentes no trânsito.

Quem pode ter e quando surge?

A principal causa da catarata é o processo natural de envelhecimento do olho. A estimativa da OMS (Organização Mundial da Saúde) é de que mais da metade das pessoas  acima dos 65 anos têm catarata. No Brasil são 120 mil novos casos ao ano. A incidência é maior quanto mais elevada a faixa etária. Também pode surgir na infância quando se trata de uma doença congênita.Fatores de risco que podem acelerar a doença são: alta miopia, doenças oculares inflamatórias como a uveite, traumatismo,excesso de sol, uso contínuo de corticóide, estatina entre outros medicamentos, doenças sistêmicas como diabetes, hipertireoidismo e outras.

Como prevenir?

Embora a catarata seja inevitável alguns cuidados diminuem o risco de surgir precocemente. As principais medidas preventivas são:

  • Reduza o consumo de sal. O excesso de sódio na corrente sanguínea favorece o turvamento do cristalino.

  • Evite fumar e consumir bebidas alcoólicas.

  • Procure dormir, no mínimo, 6 horas/noite.

  • Proteja os olhos do sol com lentes que tenham filtro UV (Ultravioleta). A falta de filtro solar aumenta em 60% a chance de desenvolver catarata.

  • Adicione à dieta frutas e verduras ricas em vitaminas A, C e E que atuam com antioxidantes do cristalino.

  • Evite alimentos ricos em glicose e faça exame de sangue anualmente para controlar a glicemia

  • Pratique uma hora de atividade física 3 vezes por semana.

Conheça os sintomas?

Os primeiros sintomas da catarata são a troca frequente de óculos e a fotofobia, aversão à claridade do sol que pode melhorar com lente fotossensível e tratamento anti-reflexo que melhora a segurança de quem dirige. Outros sintomas da catarata são:

  • Perda da visão de contraste.

  • Enxergar halos ao redor da luz.

  • Diminuição da visão noturna.

Cirurgia convencional

Não existe tratamento medicamentoso para catarata. A única solução para recuperar a visão  é a cirurgia. Consiste em  substituir o cristalino opaco por uma lente flexível   que é implantada dentro do olho.

No método convencional, conhecido como facoemulsificação,  ao contrário do que muitas pessoas imaginam, a cirurgia não é realizada a laser. Todas as incisões são feitas manualmente pelo cirurgião.   Para extrair o cristalino opaco é utilizado um aparelho de ultrassom. O principal risco desta técnica é a indução ao astigmatismo pós-cirúrgico. Isso é causado pela  exposição prolongada do olho ao calor emitido pelo ultrassom. Por isso, a experiência do cirurgião pode fazer uma grande diferença no resultado do procedimento.

Cirurgia a Laser

A cirurgia de catarata a laser é mais precisa e previsível. Isso porque, todas as incisões são feitas por um feixe de laser ultra-rápido, o femtosegundo, que evita pequenos deslocamentos da lente intraocular após o procedimento.

Outras vantagens da cirurgia de catarata a laser são:

  • Personalização de acordo com as características de cada olho.

  • Proporciona melhor correção visual.

  • Elimina o astigmatismo.

  • Melhora a visão noturna e a segurança no trânsito.

  • Evita a morte de células da córnea que são irrecuperáveis.

  • Reduz o risco de induzir ao astigmatismo pós-cirúrgico.

  • Proporciona recuperação mais rápida.

Lentes intraoculares podem corrigir imperfeições da córnea

Basicamente hoje existem dois tipos de lente intraocular: esféricas e asféricas.

As esféricas eliminam a catarata e corrigem os vícios refrativos – miopia, hipermetropia ou astigmatismo – mas não alteram as imperfeições periféricas do sistema ocular que se agravam conforme envelhecemos.

As asféricas imitam nosso cristalino Por isso, personalizam a correção visual eliminando simultaneamente a catarata, vícios refrativos,  presbiopia ou vista cansada e as aberrações do nosso sistema ocular. São as preferidas nas cirurgias a laser porque oferecem correção visual superior.