©  2017 LEONCIO DE SOUZA QUEIROZ NETO

Consultório
(19) 3235-2202
(19) 3232-3227
Instituto Penido Burnier
Av. Andrade Neves, 683
Campinas - SP
  • White Facebook Icon
  • White Facebook Icon
  • White Facebook Icon
  • White Facebook Icon
  • White Facebook Icon
  • White Instagram Icon
  • White YouTube Icon
Facebook: Dr. Leôncio Queiroz Neto
Facebook: Tenho Ceratocone
Facebook: Vencer o Glaucoma
Facebook: Cirurgia Refrativa
Facebook: Visão Nublada
Instagram: Dr. Leôncio Queiroz Neto
Canal de vídeo do Youtube
Acompanhe meu trabalho
através das redes sociais:

Independente da tecnologia trata-se de um procedimento ambulatorial, feito sob anestesia local, mas não pode ser banalizado. Só pode ser realizado em maiores de 21 anos que tenham estabilidade de grau há, pelo menos, um ano.

Antes da operação o paciente é submetido a uma bateria de exames para avaliar: produção lacrimal, espessura da córnea, saúde das diversas estruturas oculares e ausência de doenças sistêmicas que comprometem a cicatrização.

O sucesso da cirurgia depende da experiência do cirurgião e da avaliação das necessidades visuais de cada paciente que determinam qual a melhor técnica para cada caso. As técnicas são:

 

  • PRK – Consiste na raspagem do epitélio, camada externa da córnea, para posteriormente ser aplicado o laser. O pós-operatório é mais dolorido e lento que o Lasik. A técnica é indicada para córneas mais finas desde que o grau seja moderado.

 

  • Lazik - Com uma lâmina, o microcerátomo, é feito um corte manual no epitélio chamado de lamela ou flap. O cirurgião esculpe o interior da córnea com o excimer laser para eliminar o grau e recoloca o flap no lugar. A recuperação é mais rápida. Causa mais olho seco, mas o problema é transitório.

 

  • Cirurgia Personalizada – Associa auto-refração, topografia da córnea e laser para maximizar o resultado da cirurgia refrativa. É realizada com wavefront ou sistema de frente de onda que permite detectar pequenas imperfeições na córnea conhecidas como aberrações, além dos erros de refração. O pré-operatório exige a realização da aberrometria que mapeia estas imperfeições. Resulta em visão noturna mais nítida por eliminar imperfeições da córnea que reduzem a nitidez da visão durante a noite. A técnica é mais indicada para astigmatismos irregulares.

 

  • Intralase – Trata-se da cirurgia totalmente a laser – do corte à modelagem da córnea feita com excimer laser. O corte a laser permite que o procedimento seja realizado em córneas mais finas, torna o procedimento mais seguro e previsível.

 

  • Implante de lente intraocular – É a única técnica indicada correção de miopia de até 20 graus, hipermetropia de até 10 graus e astigmatismo de até 6 graus. Consiste no implante de uma lente fácica, sem retirada do cristalino,  entre a íris e a córnea. O implante é feito através de uma incisão de 3 mm que cicatriza naturalmente, sem pontos. A técnica também pode ser uma alternativa cirúrgica segura  para corrigir vícios de refração moderados quando a córnea é fina, já que não retira tecido corneano para ser realizada.

 

  • Presbilasik - É indicado para a correção de presbiopia ou vista cansada que surge depois do 40 anos em 100% das pessoas, diminuindo a visão de perto. Consiste em esculpir com o excimer laser a parte central da córnea para enxergar de perto e a parte periférica para enxergar de longe.  Por ser um procedimento que busca solução na córnea para um problema que surge no cristalino diminui a visão de contraste e causa mais ofuscamento, mas elimina a necessidade de usar óculos de leitura.

 

 

 

Independente da técnica cirúrgica aplicada todo paciente que passa por cirurgia refrativa deve fazer acompanhamento médico anual. A maioria das doenças oculares não apresenta sintomas no estágio inicial e pode aparecer em decorrência do envelhecimento. Os tratamentos são mais eficazes quanto mais cedo seu oftalmologista diagnosticar a doença.

A cirurgia refrativa corrige miopia, hipermetropia, astigmatismo e presbiopia através da aplicação de um feixe de laser que remodela a curvatura da córnea.

Estudos mostram que além da visão a cirurgia refrativa melhora a qualidade de vida e a autoestima. Uma nova tecnologia, o  intralase  tornou o procedimento mais seguro e preciso. A cirurgia é inteiramente realizada a laser e por isso pode   ser aplicada em córneas mais finas. Altos graus de miopia também já podem ser corrigidos com o implante de uma lente intraocular. Se você não enxerga bem os avanços tecnológicos na Oftalmologia permitem que um número cada vez maior de pessoas  experimente um mundo novo sem óculos ou lentes de contato.

 

Pode ser realizada através de  4 tecnologias:

  • Excimer laser, uma forma de laser frio que é seguro para cirurgias oculares.

  • Sistema de frente de onda ou wavefront que além dos erros de refração corrige imperfeições da córnea conhecidas como aberrações.

  • Intralase substitui o corte manual pelo corte a laser tprnando o procedimento mais preciso.

  • Implante de lente intraocular sem retirada do cristalino para corrigir altos vícios de refração.

Cirurgia Refrativa