©  2017 LEONCIO DE SOUZA QUEIROZ NETO

Consultório
(19) 3235-2202
(19) 3232-3227
Instituto Penido Burnier
Av. Andrade Neves, 683
Campinas - SP
  • White Facebook Icon
  • White Facebook Icon
  • White Facebook Icon
  • White Facebook Icon
  • White Facebook Icon
  • White Instagram Icon
  • White YouTube Icon
Facebook: Dr. Leôncio Queiroz Neto
Facebook: Tenho Ceratocone
Facebook: Vencer o Glaucoma
Facebook: Cirurgia Refrativa
Facebook: Visão Nublada
Instagram: Dr. Leôncio Queiroz Neto
Canal de vídeo do Youtube
Acompanhe meu trabalho
através das redes sociais:

Cirurgias

  • Catarata através do sistema de facoemulsificação

  • Glaucoma

  • Descolamento de retina

  • Plástica ocular

  • Estrabismo

  • Cirurgias refrativas

  • Pterígio, calázio e vias lacrimais

Ainda, realizamos  LASERs para as patologias de glaucoma (iridotomia, iridoplastia e trabeculoplastia com Nd-YAG LASER), retina (fotocoagulação), capsulotomia (com Nd-YAG LASER), entre outros.

Pequenas Cirurgias (Pterígio, Calázio e Xantelasma)

São cirurgias dos olhos mais simples e com rápida recuperação. Elas compreendem os procedimentos para exérese (retirada) de pequenos tumores benignos da pálpebra e da conjuntiva, pterígio e calázio.

Indicações: realizadas somente quando as patologias citadas não respondem aos tratamentos clínicos.

Procedimentos: Em casos de pterígio o procedimento só é realizado quando há ameaça real à visão ou se esta já se encontra comprometida. O pterígio que ultrapassa a margem da córnea em 2,5mm deve ser removido por razões médicas. Diferentes técnicas cirúrgicas podem ser utilizadas. No entanto, a técnica que utiliza o transplante conjuntival (exérese de pterígio e reconstrução com transplante de conjuntiva) é a que apresenta as menores taxas de recidiva (novo crescimento do pterígio após sua remoção cirúrgica). O procedimento dura aproximadamente 10 a 20 minutos. O calázio (inflamação palpebral causada por obstrução sebácea) só pode ser removido cirurgicamente após a diminuição da inflamação inicial. Já as cirurgias para retirada de xantelasma (placas amareladas) são realizadas por motivos estéticos, utilizando vaporização com laser de argônio ou dióxido de carbono.

Orientações: toda cirurgia ou procedimento cirúrgico, está sujeita a adversidades como inflamação, infecção e não obtenção do resultado desejado; havendo, em alguns casos, a necessidade de outros procedimentos cirúrgicos de reparação. Para realização do procedimento cirúrgico, uma gama de exames pré-operatórios é necessária e todos realizados na própria clínica 

Cirurgias oftalmológicas