July 25, 2019

Please reload

Posts Recentes

Cresce espera por transplante de córnea

August 7, 2019

1/10
Please reload

Posts Em Destaque

Praticar exercícios aeróbicos;

Evitar o consumo exagerado de líquidos;

Evitar posições em que fique de cabeça para baixo, como nos exercícios de yoga;

Não usar gravatas e colarinhos apertados;

Não tocar instrumentos de sopro com alta resistência, como trompete;

Evitar stress psicológico;

Evitar o consumo excessivo de cafeína;

Evitar o consumo excessivo de bebidas alcoólicas e de fumo;

 

Estes hábitos têm relação com o glaucoma comprovada por pesquisas científicas, sendo que alguns deles ainda não têm uma comprovação efetiva, inclusive existindo algumas controvérsias.

 

No caso do fumo, por exemplo, algumas pesquisas mostram que ele está diretamente relacionado ao surgimento e progressão do glaucoma, enquanto que outras pesquisas não vêem relação nenhuma. Neste caso, em via de dúvidas, melhor crer nas primeiras pesquisas, afinal, ao se manter longe do fumo, se não for evitado um glaucoma ou uma progressão deste, irá ao menos evitar uma morte sofrida através de um câncer ou enfarte.

 

Em se falando de enfarte, um fator importante, que justifica a relação do glaucoma com fatores de risco também relacionados com doenças cardiovasculares, é o de que a pressão arterial está ligada diretamente com a progressão do glaucoma. Através daí pode-se entender melhor alguns cuidados que envolvem a prática de exercícios aeróbicos, evitar posições de cabeça para baixo, evitar o fumo, a cafeína etc. Para entender melhor esta relação, sugiro que, antes de continuar esta leitura, leia o post O glaucoma e a sua relação com a pressão arterial.

 

Algumas pesquisas, inclusive uma realizada na Universidade de Washington há muitos anos, demonstraram que pessoas que possuem glaucoma com PIO normal, onde há danos no nervo óptico mesmo sem aumento da PIO (que corresponde ao principal fator de risco do glaucoma), têm uma probabilidade maior de sofrer um dano progressivo se forem sedentários e não praticam exercícios. O exercício se torna importante para a saúde do olho porquê, além de propiciar o aumento do fluxo do humor aquoso, evita o ganho de peso e ajuda a controlar a pressão arterial (que é o segundo principal fator de risco).

 

Qualquer exercício que faça o coração bombear é bom, e normalmente aconselha 20 minutos de exercício cardiovascular, três a quatro dias por semana 

 

 

Share on Facebook
Share on Twitter
Please reload

Siga