Olhos antecipam o diagnóstico de Alzheimer e Parkinson

As doenças neurodegenerativas provocam reações na retina, membrana que fica no fundo do olho, muito antes dos primeiros sintomas clínicos. Por isso, a OCT (Tomografia de Coerência Óptica), exame preciso de fundo do olho, permite o diagnóstico precoce de Alzheimer e Mal de Parkinson. com a vantagem de não ser invasivo. É o que mostram dois recentes estudos internacionais. Um deles, publicado na JAMA Ophthalmology foi realizado com portadores de Alzheimer pré-clínico. O diagnóstico realizado por exames mais invasivos encontrou alto nível das proteínas amilóide ou tau característicos da doença. Nos olhos o efeito da maior concentração dessas proteínas nos olhos é o afinamento do centro da retina. O estudo também mostra uma área maior sem vasos no centro da retina, sugerindo menor fluxo de sangue nos olhos de quem tem diagnóstico pré-clínico de Alzheimer . O outro estudo divulgado na Neurology, revista médica da Academia Americana de Neurologia, mostra uma associação entre o afinamento das duas camadas internas da retina e a perda de células cerebrais que produzem dopamina, hormônio associado ao Mal de Parkinson. Quanto mais o Mal de Parkinson avança, maior é a perda das células cerebrais e portanto, mais fina se torna a retina que corre maior risco de rompimento. Tanto as alterações pré-clínicas do Alzheimer como as do Parkinson podem aparecer décadas antes dos sintomas. Por isso, a consulta oftalmológica é a porta de entrada para prevenir o avanço das doenças neurodegenerativas. Consultas pelo (19) 3232-3227 (19) 3235-2202

#Alzheimer #doençadealzheimer #Parkinson #saudedosolhos #Vidasaudavel #retina #oftalmologia #Oftalmologista #drqueirozneto #Drleoncio

Posts Em Destaque
Posts Recentes
Arquivo
Procurar por tags
Nenhum tag.
Siga
  • Facebook Basic Square
  • Twitter Basic Square
  • Google+ Basic Square